04/01/2014 -

Faltando pouco mais de uma semana para a liberação dos elevados do Entroncamento nesta primeira etapa de obras do BRT, serão realizadas novas interdições no trânsito da área pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (SeMOB) a pedido da empresa executora do projeto. A medida é para garantir a segurança dos trabalhadores e da população que transita pelo local durante a finalização dos serviços e obras de saneamento e terraplanagem.

A primeira interdição aconteceu na noite desta sexta-feira, 03, das 22h às 5h da manhã deste sábado, com a interrupção de duas faixas de trânsito no cruzamento da Avenida Almirante Barroso com a Avenida Tavares Bastos, em frente ao Parque de Exposições do Entroncamento.

A partir de segunda-feira, 06, as interdições no complexo do Entroncamento reiniciam em dois diferentes pontos também no horário das 22h até as 5h do dia seguinte. Os bloqueios vão acontecer na alça de ligação da BR-316 com a Avenida Augusto Montenegro, todas as noites até o dia 8 de janeiro, e também na alça de ligação da Avenida Augusto Montenegro com a Avenida Pedro Álvares Cabral, no mesmo horário até o dia 10.

Os motoristas que precisarem acessar a BR-316 usarão uma única faixa de acesso neste trecho, e na sequência o condutor terá a opção de usar o túnel e a pista de acesso lateral no Entroncamento em direção a Ananindeua. Para esta operação, haverá sinalização e agentes orientando o trânsito até o inicio da madrugada.

Neste período, os motoristas deverão buscar caminhos alternativos, já que nestes trechos haverá interrupção completa de passagem de automóveis.

Rotas Alternativas

Quem vem de Ananindeua para entrar na Avenida Augusto Montenegro deverá seguir direto na Almirante Barroso até a Júlio César, pegar a Avenida Pedro Álvares Cabral e depois Avenida Dalva até a Augusto Montenegro. Já para aqueles que vierem da Augusto Montenegro para dobrar na Pedro Álvares Cabral, a SeMOB orienta que recorram aos desvios de acesso existentes ao longo da via, como a Rodovia do Tapanã, Avenida Centenário, Rodovia Transmangueirão, Rua da Marinha e o Conjunto da Cohab (WE2).

Texto: Elianna Homobono

Foto: Arquivo Comus

Edição: Tânia Menezes