17/02/2014 -

Mais de 700 agentes de saúde e servidores que atuam no Controle de Endemias em Belém deverão ser submetidos a exame especial para verificar a taxa de acetilcolinesterase no organismo, a partir desta terça-feira, 18, na sede do Distrito da Sacramenta (Dasac). A dosagem da acetilcolinesterase no sangue é útil na avaliação e acompanhamento de pessoas expostas à intoxicação e será verificada por meio de uma parceria da Secretaria Municipal de Saúde com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/PA) e o Laboratório Central do Estado do Pará (Lacen).

 O teste laboratorial é feito nas amostras do sangue dos Agentes de Controle de Endemias (ACE’s), encaminhadas ao Lacen para a verificação das taxas. Também será aplicado, um questionário de avaliação ocupacional aos trabalhadores. “A finalidade deste questionário é conhecer o perfil de morbimortalidade relacionado ao uso de substâncias químicas, cuja finalidade é contribuir na melhoria do diagnóstico, do tratamento e das ações de vigilância em saúde da exposição e das intoxicações”, explicou a diretora do Departamento de Vigilância à Saúde (Devs), Orliuda Bezerra.

No Brasil, não existe um sistema de vigilância em saúde dirigido aos trabalhadores expostos aos riscos de intoxicação. “O objetivo da atividade consiste no fortalecimento de ações de vigilância em saúde, representando o compromisso da gestão estadual e municipal em avaliar os riscos presentes no exercício das atividades dos trabalhadores de saúde. Os resultados dos exames irão colaborar para que possamos obter dados que permitam o monitoramento da saúde destes trabalhadores”, explicou Andréa Rodrigues, coordenadora do Cerest/Regional Belém.

Ao todo, 524 ACEs e mais 181 servidores que atuam nos laboratórios e outros programas de controle a endemias, geridos pelo Devs farão o exame. Para alcançar esse público, o Devs desenvolve uma campanha de sensibilização dos servidores que trabalham diretamente com substâncias químicas, no controle de agentes transmissores de doenças. A ação acontece até a sexta-feira, dia 21, na sede do Dasac.

Texto: Gisele Nogami – Ascom Sesma
Foto: Divulgação
Edição: Tânia Menezes