29/04/2013 -

Programação de esporte e lazer será levada a bairros da periferia da cidade

Depois do sucesso do projeto Brinca Belém na Pedreira, o bairro da Cabanagem é o próximo a receber, no mês de maio, a programação de esporte e lazer dirigida principalmente às crianças, adolescentes e jovens da cidade. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer, que segundo o titular, Thales Belo, atende um dos compromissos do prefeito Zenaldo Coutinho com a população. “É uma das ferramentas de uso do esporte como instrumento de inclusão social. Levamos o lazer e o esporte às comunidades mais carentes, e assim, fomentamos o esporte no município”, afirmou o secretário.

O Brinca Belém atraiu cerca de mil pessoas para a Aldeia Amazônica no sábado, 27. Voleibol, futsal, handebol, apresentações de capoeira e skate foram algumas das atividades que movimentaram a manhã da garotada. E o gasto de energia saudável foi aprovado por elas e também pelos pais e responsáveis. “Acordei às 6h, quase não consigo dormir. A gente não tem muita opção de brincar aqui”, disse o estudante Lucas, de 12 anos, que junto com o irmão gêmeo participou da competição de futsal da Sejel, sob a supervisão atenta da avó, dona Etelvina, de 76 anos.

A aposentada, que já foi operária de uma fábrica de castanha, era uma das mais animadas no aulão de aeróbica. E tanta disposição rendeu até medalha. “Eu adoro. Não aproveitei quando era criança, vou aproveitar agora. É uma brincadeira saudável, eu gosto muito de participar”, comemorou dona Etelvina.

Razões para comemorar também teve o grupo de skatistas de manobras radicais na pista improvisada na Avenida Pedro Miranda. Dudu do Skate, presidente da Associação Paraense de Skate elogiou a iniciativa da prefeitura. “O esporte amador só tem a crescer com esse tipo de investimento e incentivo. A Sejel está de parabéns”, comentou.

Além da promoção de competições esportivas, inclusive em cadeira de rodas, abertas à população, o público também acompanhou apresentações dos alunos da Escola Municipal de Dança, dos bailarinos da Companhia Municipal de Dança, grupos de melhor idade e atletas da Sejel de judô, recentemente, campeões brasileiros no Amapá.

Para o técnico da equipe de judô, Gilberto Cruz, ações como o ‘Brinca Belém’ demonstram a preocupação da prefeitura com a inclusão social pelo esporte, principalmente para quem não tem acesso às academias. “Abrir esse espaço aqui, onde toda a comunidade pode vir, é muito importante”, defende Gilberto.

Texto: Fabiana Cabral

Fotos: Alessandra Serrão

Edição: Tânia Menezes